condromalacia1

Quem nunca sentiu uma dorzinha no joelho? Ela pode até ser suportável, mas os incômodos, se não tratados, podem virar grandes problemas no futuro. Primeiro, é preciso saber que dores no joelho são comuns. Elas podem surgir de repente, em virtude de alguma batida, ou com o tempo, devido ao desgaste de cartilagem. Além de saber por que a dor persiste, as pessoas precisam atentar para cuidados com sua saúde, pois o excesso de peso é um dos vilões do joelho.

No Brasil, estima-se que 80% dos brasileiros tenham problemas nos joelhos. Para se ter uma ideia, a simples troca de temperatura pode acarretar em dores. Quando num curto período de tempo o clima vai de frio para quente, ou vice-versa, as pessoas podem ter desconfortos ou intensificar as dores que já tinham.

O joelho é uma articulação de carga. Temos o fêmur sobre a tíbia. As atividades esportivas em excesso são fundamentais para as dores. Hoje o ser humano vive mais e por isso, as cartilagens desgastam mais.

O PILATES age de forma fantástica no alinhamento patelar, bem como na estabilização do quadro da condromalácia (umas das principais patologias do joelho). Já que um dos grandes alicerces do método é o fortalecimento e estabilização dos músculos centrais do corpo aliada às técnicas que potencializam a respiração e seus benefícios, atingindo assim, o objetivo do aluno através do equilíbrio muscular. Para tal, é preciso avaliar o nível de força e flexibilidade dos grupos musculares do indivíduo, para que se dê início à prescrição do programa de exercícios. No caso da condromalácia patelar é incluso exercícios de potência, força, alongamento e mobilização do membro inferior, sempre com o cuidado de evitar sobrecarga na articulação em questão. No geral, é importante o alongamento dos ísquiotibiais, o qual seu encurtamento implica em um agravamento no atrito da patela com o fêmur, no momento da marcha. Uma atenção especial ao quadríceps, sobretudo o vasto medial e banda iliotibial, tendões e panturrilha também são extremamente necessárias para equilibrar as forças atuantes sobre a patela.

Pilates é um ótimo exercício complementar para os jogadores profissionais, atletas de ponta e atletas de finais de semana, pois influencia no equilíbrio e previne as dores e lesões, além de melhorar o rendimento físico do atleta. E também é uma boa solução para as articulações.

A participação regular em esportes está associada a uma melhor qualidade de vida e redução do risco de várias doenças, mas lembre que tudo em excesso pode ser prejudicial à saúde, respeite seus limites e pratique atividade física com segurança. PRATIQUE PILATES!!!

Fisioterapeuta: Luciano Richter