imagem: www.sbd.org.br

imagem: www.sbd.org.br

A Foliculite é uma patologia de pele que ocorre quando há inflamação dos folículos pilosos, inicia-se quando os folículos capilares são bloqueados ou danificados ao fazer a barba ou pelo atrito com a roupa que pode ser causada por bactérias ou fungos como o Tinea barbae (foliculite na barba), fungos do gênero Malassezia (foliculite pitirospórica), por vírus herpes simplex (foliculite herpética) e por outras bactérias como a Pseudomonas aeruginosa (foliculite bacteriana), como o estafilococo, ou outros fatores. Infecções graves podem causar perda permanente do cabelo e cicatrizes.

A foliculite pode ser profunda ou superficial. Os principais sintomas são pequenas espinhas avermelhadas ou pústulas perto de um folículo capilar no pescoço, na virilha ou na área genital, a pele pode ficar avermelhada ou inflamada, causando coceiras e em alguns casos ardor e sensibilidade na região.

O diagnóstico é feito através da avaliação do aspecto da pele, sendo necessária a realização de teste laboratorial, para identificar o agente responsável pela infecção, seja ele fungo, bactéria ou vírus.

Os casos leves de foliculite provavelmente curam-se sozinhos. Mas, casos persistentes podem exigir tratamento. A terapia dependerá do tipo e da gravidade da sua infecção.

O tratamento pode incluir o uso de antibióticos aplicados sobre a pele (mupirocina) ou tomado por via oral (dicloxacilina), e medicamentos antifúngicos para controlar a infecção. É importante tratar a foliculite em seu estágio inicial para evitar que ela atinja outras áreas do corpo, cause a furunculose e deixe cicatriz na pele. Também pode ser usado peeling químico para o tratamento das manchas com um profissional da área.

Para prevenir o aparecimento de foliculite, deve-se evitar o uso constante de roupas apertadas; ao usar lâmina sobre a pele, manuseá-la com cuidado e não reutilizá-la; somente entrar em banheiras de hidromassagens devidamente limpas; evitar piscinas que não sejam tratadas com cloro; evitar alimentos gordurosos e optar por alimentos saudáveis, tais como os legumes, verduras e frutas.

            Karla Accordi – Fisoterapeuta Dermato Funcional